ABOUT

Heretic's third album is a masterclass in progressive oriental metal. Be sure to buy this 2 disc edition - there's a whole different sound to it"

 

- Prog Metal Zone -

O Heretic surgiu em Goiânia no ano de 2010. Surgiu como um trio que fazia covers de Death, época Symbolic e The Sound Of Perseverance. Sempre foi uma banda instrumental, por não ter achado um vocalista desde o começo. Em 2011 surgem as primeiras demos, já com o nome Heretic e todo o conceito e parte gráfica criados por Guilherme Aguiar, guitarrista e compositor da banda. Assim, gravaram seu primeiro disco demo em home studio, intitulado “Opus Heretika”.

Com esse disco demo, fizeram poucos shows, pois não tinham um baixista ainda. Foi ganhando destaque na cena goiana quando tiveram a faixa “Act IV” publicada na coletânea Under Metal, do estado de Goiás. No mesmo ano, Laysson Mesquita assume o baixo, trazendo para o Heretic a sonoridade e o inovador baixo fretless.

Em 2012 a banda sofre mudanças no line up, continuando apenas com Guilherme na guitarra, Laysson no baixo e Diogo Sertão na bateria. Com essa formação, gravaram o primeiro videoclipe, da faixa “Act V”, regravada das demos especialmente para o vídeo. No mesmo ano ganhou o quarto lugar entre várias bandas do Brasil inteiro na categoria Banda Revelação do Prêmio Dynamite de Músca de São Paulo.

Em 2013 gravaram seu segundo vídeo oficial, da faixa “Lamashtu”, que faria parte de seu primeiro full lenght. Tocaram no aclamado FIGO, Festival Internacional de Música de Goiás, especializado em música erudita, blues, jazz e música instrumental. Assim, continuaram a compor seu primeiro disco oficial para os anos seguintes.

 

Em 2014 entram em estúdio e gravam o álbum “Leitourgia”, juntamente com o videoclipe de “I Am Shankar”, uma homenagem a uma de suas principais influências da música, Ravi Shankar. No mesmo ano, lançam o vídeo oficial da faixa “The Hedonist” e finalizam as mixagens desse disco para lançamento em 2015.

Em fevereiro de 2015, o Heretic lança “Leitourgia” em Goiânia, na edição do Grito Rock 2015. Tem ótima aceitação pelo público e crítica especializada em metal e música instrumental. O disco já contava com três videoclipes oficiais.

Logo após o lançamento do disco, a banda sofre outra mudança de line up, ficando somente Guilherme por conta do projeto. Para o segundo semestre de 2015, Guilherme convida outros artistas de Goiânia para gravarem um disco colaborativo, e o resultado culminou em um belíssimo disco intitulado “The Pessimist”. O disco conta com a participação do guitarrista solo Luis Maldonalle (Bella Utopia), Fifas Rules (Aurora Rules - baixo) e o guitarrista Moyz Henrique (Ghon). Para a divulgação do disco, gravaram o videoclipe da faixa “Arak”, com participação especial de Junão Cananéia na bateria.

A parte gráfica e conceito visual ficaram novamente por conta do guitarrista Guilherme Aguiar, e um ponto alto do disco é a evolução técnica e de composição das músicas. O trabalho conta com um cover de uma das principais influências da banda, a música “Caravans To Ur”, da banda israelita Melechesh. Foi lançado fisicamente pelo selo Two Beers Or Not Two Beers, assim como foi o Leitourgia.

Depois da divulgação do “The Pessimist”, a banda já anuncia um novo trabalho para 2016. Em março de 2016, “The Errorism” é lançado, e é considerado por muitos o melhor trabalho do Heretic.

Em um formato de disco duplo, o álbum novamente foi gravado de forma colaborativa, e conta também com 2 faixas ao vivo e um tributo ao Nile (Ruins), que é também uma grande referência dos músicos. “The Errorism” foi reconhecido em diversos sites, revistas, zines e blogs, tendo também sua distribuição e streaming nas principais plataformas digitais do mundo todo. A faixa “Trampled By War Elephants” foi bastante reconhecida no Estado de Goiás, o que gerou uma página inteira de um jornal local falando sobre o Heretic e o quão diferente e inovador é esse tipo de música no Brasil.

 

No segundo semestre de 2016, mais uma novidade na banda: a participação de Erich Martins gravando um EP com vocais. O cantor reside em Portugal, o que torna a obra intercultural e intercontinental. O EP foi intitulado de “Heretika” e é distribuído somente nas plataformas digitais. Além dos vocais de Erich, com uma influência do Heavy Metal clássico, Mario Duplantier, baterista da banda francesa Gojira assume as baquetas em uma faixa do EP, intitulada “Sitar Sauvage”. “Heretika” era apenas uma prévia do que estaria por vir.

A permanência de Erich em contato com Guilherme gerou o interesse de gravarem um full length com vocais e experimentarem mais ainda a sonoridade da banda. Assim o fizeram, e então nasce “To The False”, um disco totalmente conceitual e maduro do grupo. O disco é lançado mundialmente pela gravadora francesa Soman Records e é bastante tocado e apreciado em várias rádios europeias.

Destaque para a faixa “Unobtainium” que já conta com um videoclipe oficial e foi extremamente elogiada pela mídia especializada. A mudança somou mais ainda no som. O segundo vídeo lançado dessa obra é “The Whip Of God” e foi bastante elogiado por ter sido gravado em Lisboa – Portugal e Goiânia.

No começo de 2018 a banda finaliza as gravações de seu quinto álbum oficial intitulado “Barbarism”, com previsão de lançamento para o segundo semestre do mesmo ano. Detalhes sobre a produção, faixas, capa e ficha técnica ainda serão divulgados.